Alma Viajante  

Conhecendo o Mundo e Compartilhando Experiências

VISTO AMERICANO NEGADO: O que isso tem a nos ensinar?

Em uma busca desenfreada para mudar de vida, sair da rotina - TRABALHO, casa, TRABALHO, fui tentar tirar o visto americano, assim de repente, do nada, sem nenhum preparo! E obvio, não podia ser diferente, foi negado! Mas só hoje, quase três anos depois do fato, consigo entender que não poderia ser diferente.



Nunca tive aquele sonho americano, de visitar os Estados Unidos, a Disney, ou morar lá. Primeiro que quando eu era criança, não imaginava que iria viajar, muito menos pros Estados Unidos, então nem pensava nisso! Sempre fui muito apaixonada por natureza, praia, culturas e tradições diferenciadas. E quando comecei a ter sonhos de viajar pra fora do Brasil, queria ir pra Austrália, Peru, Nova Zelândia, Costa Rica, Malta...entre outros ai.


Não estou aqui para julgar, cada um tem seus sonhos e respeito muito isso...mas eu sempre quis ir para lugares assim, diferentes, longe de tudo e com muita natureza. Lembro que muitos dos sonhos das pessoas que estavam ao meu redor, e inclusive ainda hoje, era ir pra Disney. E eu sempre me sentia fora da caixinha, porque nunca tive esse sonho. Mesmo com o passar dos anos, trabalhando com isso, essa ainda hoje não é minha prioridade de destino para conhecer. Novamente, respeito os sonhos das pessoas e claro se eu tiver uma oportunidade iria sem problemas, mas não é meu #top10destinos.


Dito isso, e após a reflexão pessoal, acho que já dá pra perceber o porque do meu plano ter "dado errado"! Por que esse plano não era meu, simplesmente não tinha nada a ver com quem eu sou. Em uma busca desenfreada por mudanças de vida - vida esta que já estava totalmente fora do eixo, eu iria apenas sair mais ainda do meu caminho. Além do que, eu não sabia que minha vida iria mudar completamente dali à poucos meses, com uma aproximação imensa do meu dharma, meu propósito de vida e a criação do Alma Viajante. Eu tinha que passar por tudo aquilo para evoluir, ter o visto negado, perder um emprego que nunca foi meu e começar a construir algo realmente relacionado ao meu propósito, e pelo qual eu acredito muito e não dependo de ninguém, era o que tinha que ser feito.


Claro que se fosse realmente meu sonho, eu teria persistido e teria tentando novamente. Mas não era! Foi algo que aconteceu, me fez repensar em tudo, e qual realmente era o meu caminho a ser seguido.


E com tudo isso, anos depois consegui entender que nada acontece por acaso, que se você estiver aberto, conectado e disponível, as coisas certas e alinhadas com seu caminho e propósito, irão chegar até você, e isso dependerá das suas atitudes e escolhas. E a cada vez que dentro de tudo isso, agradeço por tudo que já construí até aqui em quase cinco anos de Alma Viajante.


Espero que assim como para mim, esta história te inspire a seguir seu coração, seu dharma, aquele quentinho que você sente no fundo no seu coração, porque quando você segue esse caminho, por mais que as coisas sejam desafiadoras, tudo vai se encaminhando até chegar para você.


SOBRE

Juliana Santos, que deseja mostrar a todas as pessoas, que viajar é mais do que conhecer lugares, é provar e compartilhar experiências! E que basta mudar a nossa visão sobre as coisas e lugares, olhando positivamente, que sempre teremos experiências engrandecedoras.

RESERVE SEU HOTEL 

SOLICITE SEU ROTEIRO PERSONALIZADO

ALUGUE SEU CARRO