Alma Viajante  

Conhecendo o Mundo e Compartilhando Experiências

Os chakras da Terra e os Portais do Mundo!

Todo lugar possui sua própria especificidade. Cada lugar é único, tem uma energia e informações próprias!

Informações e características que vem de muitos anos de vivências com diversos povos ancestrais passando por ali e deixando seus registros no lugar.


Muitas vezes, não nos questionamos, mas existem diversos fatores em um lugar para nós gostarmos ou não dele, para nos sentirmos bem ou não, tanto fatores pessoais, quanto do próprio local, que vem de diversos anos de histórias que se passaram ali.



E o mesmo acontece com os Chakras da Terra, que são lugares que possuem informações energéticas elevadas, e de acordo com cada chakra.


E daí você me pergunta: "Mais Jú, o que são chakras?"

Chakras, segundo o hinduísmo, são centros de energia que controlam nossos corpos, mental, físico, espiritual e intelectual. São como se fossem antenas que recebem e emitem energia, através de cada um deles.

Temos muitos ao longo do nosso corpo, mas os 07 principais ficam localizados ao longo da nossa coluna vertebral, e cada um tem um significado, uma simbologia e representatividade dentro do nosso corpo e no Planeta Terra também.

Como você pode ver abaixo:


Chakra Básico: Monte Shasta, Califórnia, EUA:

Região que há milênios é reconhecida por diversas tradições espiritualistas como um lugar sagrado. E é um chakra que se relaciona com as nossas principais fontes de segurança.


Chakra Sacro: Lago Titicaca, Peru e Bolívia:

Titicaca foi o berço de nascimento de importantes povos pré-colombianos do continente, como os Incas e, 900 anos antes deles, os Tiwanacus - a mais antiga civilização das Américas, desaparecida misteriosamente. Nos anos 2000 foi descoberto por arqueólogos um gigantesco templo submerso dentro do lago. E este chakra representa a essência da criação universal.


Chakra Plexo Solar: Uluru e Kata Tjuta, Austrália:

Os Anangu, que habitam a região há pelo menos 30 mil anos, são uma das culturas humanas vivas mais antigas do planeta. Acreditam que a vida é regida por Tjukurpa ou Tempo do Sonho, a fonte ancestral do ser, de onde tudo provém. Uma filosofia espiritual complexa, com explicações para as origens do universo e o lugar de todos os seus elementos. Este chakra está relacionado com a vitalidade da vida e a saúde dos seres humanos.


Chakra Cardíaco: Glastonbury, Somerset e Shaftesbury, Dorset, Reino Unido:

Glastonbury é conhecida como a casa do Santo Graal, que teria sido trazido por José de Arimatéia. Conta-se que, ao levar o corpo de Jesus para o túmulo após a crucificação, ele recolheu algumas gotas de seu sangue em um cálice, que se tornou um elemento sagrado, com poderes e significados especiais.

Este chakra inspira a abrir os olhos da alma para enxergar além das paisagens e vislumbrar os diferentes planos da existência a partir da conexão com o coração.


Chakra Laríngeo: Oriente Médio (Pirâmides de Gizé, Monte Sinai, Monte das Oliveiras):

Sua energia auxilia a usar as múltiplas formas de comunicação para transmitir ideias, conhecimentos e emoções a partir da expressão da verdade interior, buscando o bem maior.

Relacionado com a comunicação, este chakra representa a voz da Mãe Terra. E não é por acaso que a interligação desses 3 pontos no mapa forma um triângulo perfeito.


Chakra Frontal: Stonehenge, Reino Unido:

O sexto chakra é o único que não tem uma localização fixada na superfície terrestre, e acredita-se que ele esteja projetado sobre a Inglaterra, nas proximidades de Stonehenge, integrando suas energias com o chakra cardíaco.

Stonehenge já foi habitado por diversos povos ancestrais, que teriam utilizado o local como cemitério, observatório astronômico, templo religioso e centro de curas.

O lugar traz a consciência de que o verdadeiro poder não está na dominação, e sim na sabedoria interior, e que é preciso elevar a nossa visão para permitir o aflorar da intuição.

Chakra que permite que os indivíduos participem das principais fases do avanço da vida na Terra.


Chakra Coronário: Monte Kailash, Tibet:

Os poderes do Kailash estão registrados nos Vedas, as escrituras sagradas, que o descrevem como o axis mundi, lugar da mais alta consciência na Terra, ou seja, chakra que transmite o propósito da Terra.

Representa o lugar onde o começo e o fim se encontram na eterna dança da existência, e conecta-se diretamente com o cosmos e orienta o destino da Terra.

Uma energia que convida a explorar o inexplorado, a vivenciar os ritos de passagem que nos fazem renascer e a conectar a nossa vontade com a vontade do divino para uma existência plena de propósito no cumprimento de uma missão celestial.


Você sabia do potencial energético desses lugares?

Conhece algum deles? Comenta aqui! (:

Todo lugar possui uma energia e informação, basta acessarmos isso.



SOBRE

Juliana Santos, que deseja mostrar a todas as pessoas, que viajar é mais do que conhecer lugares, é provar e compartilhar experiências! E que basta mudar a nossa visão sobre as coisas e lugares, olhando positivamente, que sempre teremos experiências engrandecedoras.

RESERVE SEU HOTEL 

SOLICITE SEU ROTEIRO PERSONALIZADO

ALUGUE SEU CARRO