Alma Viajante  

Conhecendo o Mundo e Compartilhando Experiências

O que é o Turismo Consciente?

Espero que seu início de 2021 tenha sido incrível, assim como desejo que todo este ano seja para todos nós.


E junto com isso, aproveito para te convidar a iniciar este ano com um post mais consciente, de algo que cada vez mais quero trazer para dentro do Alma Viajante, e dos meus trabalhos, sejam em posts no blog, posts no instagram, trilhas colaborativas, tours, viagens, cursos, e etc.


Estar consciente em qualquer momento de sua vida é tomar posse de todas as suas ações, é se tornar observador de tudo aquilo que acontece e se tornar responsável por cada uma de suas atitudes.



E da mesma forma acontece ao estar em meio à um destino, visitando e explorando, porque ao longo de nossa evolução vamos nos tornando cada vez mais conscientes de quem somos, e do ser humano em que estamos nos tornando.


Sabemos que a cada uma de nossas atitudes, sendo conscientes, estamos ajudando cada um desses destinos, porque querendo ou não o turismo é uma atividade que impacta o meio em que a atividade está sendo feita.


Muitas vezes, tomamos uma ação em meio à natureza, achando que estamos fazendo o bem para ela, mas quando realmente observarmos por todos os ângulos, estamos prejudicando de certa forma.


Assim como o simples ato de dar alimentos (inclusive frutas) para animais que sejam mais domesticados, como aqueles que encontramos em alguns parques, ou cachoeiras, sabe?


Por que isso é ruim, Juliana? Por diversos motivos que se pensarmos bem, faz muito sentido, como o simples fato de você dar o alimento para ele, ajudando nesse processo de domesticação de um animal que é para estar na natureza, e ter seus próprios instintos sendo aflorados em seus próprios movimentos, porque se ele encontra um predador, isso dificulta todo o processo de convivência dele em meio à natureza.


Outro exemplo deste simples ato que é muito bom (feito pelo ser humano, sem nenhuma maldade), é que isso acaba contribuindo para que o animal sempre queria tudo o que os seres humanos estão comendo, fazendo com que eles roubem as comidas, assim como acontecem em diversos lugares pelo nosso país.


E este simples ato, também pode contribuir para que o animal passe mal ou fique doente, porque eles não possuem o mesmo organismo que o nosso, as mesmas funções e sensações, então dependendo do tipo de alimento que é dado, pode-se causar uma intoxicação neles.


E isso, é apenas um dos exemplos, com diversos tipos de danos que podem ser causados com a nossa visita em meio à natureza. Sem contar as questões de deixar lixo jogado, jogar resíduos como cascas, tirar objetos como pedras, flores de seus próprios locais naturais, entre muitos outros.


Uma coisa que devemos ter em mente é que: nossa visita na natureza deve ser a mais sútil e imperceptível possível, deixando o menor ruído e barulho - em todos os sentidos.


E o turismo consciente vem trazer exatamente isso, a forma que melhor podemos agir, para impactar menos possível em todo o momento de nossa visita. E que ações podem ser essas:

- valorize e pesquise sobre a cultura local;

- valorize o trabalho dos guias locais e de toda a comunidade;

- respeite os hábitos da cultura local;

- tenha um consumo consciente;

- não compre produtos que agridam o meio ambiente;

- recicle e tenha consciência sobre o seu impacto e lixos criados durante as viagens;

- valorize as produções dos moradores locais;

- busque por acomodações que tenham cunho social e ambiental;

- repense as formas de locomoção, como o uso de aviões e transportes alternativos.

Entre muitas outras coisas.


Quais são as ações que você faz para minimizar os impactos da sua visita à natureza?

Conta aqui nos comentários! (:


SOBRE

Juliana Santos, que deseja mostrar a todas as pessoas, que viajar é mais do que conhecer lugares, é provar e compartilhar experiências! E que basta mudar a nossa visão sobre as coisas e lugares, olhando positivamente, que sempre teremos experiências engrandecedoras.

RESERVE SEU HOTEL 

SOLICITE SEU ROTEIRO PERSONALIZADO

ALUGUE SEU CARRO