Alma Viajante  

Conhecendo o Mundo e Compartilhando Experiências

Caruaru: A Capital do Agreste!

12.06.2018

(Antes de começar a ler este post, quero te propor algo diferente... Fizemos uma playlist que combina perfeitamente com o tema do texto, e pensamos nela para que sua leitura fique mais agradável, sensorial, e que talvez você sinta-se no destino, desfrutando dos lugares mencionados no texto.

Que tal escutá-la, talvez conhecer novas músicas, enquanto lê o post? 

Basta clicar aqui para ver qual é a das músicas. Esperamos que curta! ;))

 

 

Estar ali com o Sr Severino Vitalino, filho do grande Mestre Vitalino, é sentir toda a história vivida por eles, e que dê uma certa forma,

faz parte da nossa história também, e de todos os brasileiros.

 

 

 

Pernambuco além de belas praias, muitas histórias, culturas e águas cristalinas ao longo de seu litoral, reserva muito artesanato, tradições e uma rica gastronomia ao longo de seu sertão. Caruaru é uma dessas cidades, onde você pode encontrar muitas novidades para ver e explorar. 

 

A cerca de 137 km do centro de Recife, para chegar em Caruaru basta seguir pela BR PE-232, passando por Vitória de Santo Antão, Gravatá, Bezerros, até chegar a entrada para Caruaru. Há opções de ônibus saindo da rodoviária de Recife até Caruaru, que demoram cerca de duas horas. E uma outra opção é contratar um passeio com empresas turísticas para passar o dia inteiro pela cidade. 

 

 

 

 

Região serrana do estado que corta a Serra das Russas, com uma paisagem bem diferente da qual estamos acostumados aqui pelo sudeste - de Mata Atlântica. É uma mistura de sertão com serra, calor durante o dia, friozinho a noite, e cidade grande bem desenvolvida, tudo isso, em Caruaru. A região cresceu de uma forma, que além de tudo isso, o local ainda está na rota turística de compras do estado de Pernambuco. 

 

Se for passar o dia por lá, saia cedo de Recife, e aproveite a parte da manhã para conhecer a parte histórica, cultural e artesanal da cidade, e a tarde vá as compras. O primeiro local a ser visitado é o Bairro Alto do Moura. É lá onde estão todos os ateliês dos mestres artesãos do barro da cidade de Caruaru. 

 

 

 

 

O bairro é mini, tem uma rua principal, onde estão todos os restaurantes, lojas, galerias e ateliês. Vale deixar o carro ali próximo, e ir andando, conhecendo aos poucos cada cantinho desse local de extrema importância histórica para a região. Mestre Vitalino, Luiz Galdino, Elias Francisco dos Santos, Luiz Antônio, Zé Galego, Zé Caboclo, Família Gonzaga, entre muitas outras famílias que dão continuidade aos legados dos artistas. 

 

 

QUER SABER ONDE ESTÁ A ALMA VIAJANTE?

SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM | FACEBOOK

 

 

É possível ver onde tudo começou, na Casa Museu do Mestre Vitalino, onde morou o ceramista e artesão mais famoso de Caruaru, Vitalino Pereira dos Santos, que começou a fazer suas peças aos oito anos de idade, retratando as cenas do cotidiano do povo nordestino e o modo de vida do sertanejo, e sua arte ficou conhecida como Arte Figurativa.

 

A casa foi construída em 1959 e foi tombada como patrimônio histórico de Caruaru em 1971. APROVEITE PARA: Entrar no museu, ver a casa onde se passaram milhares de histórias e onde foram feitas diversas obras pelo Mestre Vitalino. E não deixe de conversar com Severino Vitalino, um dos filhos do mestre que é artesão e dá continuidade ao legado do pai.

 

 

Dois pontos que devem ser visitados, é o Memorial do Mestre Galdino e o Memorial do Mestre Eudócio, dois importantes ceramistas que tiveram reconhecimento pelo Brasil e no mundo. Nos espaços há peças, fotografias, painéis informativos e até poesias originais dos mestres. 

 

Por ali pelo bairro, há diversos restaurantes com a culinária típica da região e diversos pratos famosos, como o cuscuz com carne de bode assado, e há também pratos mais tradicionais, e caso já esteja batendo a fome, aproveite para provar a culinária em algum dos restaurantes ali do Alto do Moura.

 

Na parte da tarde, aproveite para conhecer a tradicional Feira de Caruaru, considerada Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, e que tem literalmente de tudo! Dividida em diversas partes, há a feira da sulanca, a do artesanato, a do troca-troca e a feira do paraguay. Todos os dias tem alguma feira rolando, mas se você quiser ver algo em especifico, tem que ver o dia que acontece (no final do post tem os horários e dias). 

 

 

 

 

Muitos não sabem, mas a região de Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe é um grande polo de vendas de roupas do nordeste do país, e caso você queira ir para fazer compras, vale acordar mais cedo, e ir direto para as feiras, shoppings e lojas da região, pois elas abrem por volta das 5h da manhã e fecham por volta das 15h. 

 

 

 

 

Ali próximo a feira também é possível visitar o Museu do Cordel Olegário Fernandes, onde é possível conhecer um pouco mais dessa arte que vem se expandindo pelo Brasil. O museu foi inaugurado em 1999, e é uma homenagem ao cordelista Olegário Fernandes da Silva, que descreveu a história do nordestino em seus cordéis, além de ter escrito mais de 200 histórias até sua morte. O acervo do museu conta ainda com cordéis raros, tradicionais, fotografias, livros sobre o assunto, e máquinas de xilogravura (gravura em madeira) e linogravura (gravura em borracha). 

 

 

 

 

Vale a pena conhecer também a Casa de Cultura José Condé, um espaço recriado para realizações de exposições e oficinas. Diversas salas possuem acervos originais de artistas plásticos da região, com utensílios do cotidiano do povo nordestino, brinquedos típicos, acervos de cantores e compositores locais, fotografias, além de textos referenciando o escritor romancista José Condé. 

 

Poder estar em contato com toda essa cultura brasileira, que é nossa, de artistas que estão ali tão próximos, é um privilegio. Temos que valorizar e evidenciar para que as tradições não se percam com o tempo. Conhecer Caruaru, toda sua magia cultural e artística, foi um sonho realizado, por ser uma cultura tão próxima, mas que conhecemos e valorizamos tão pouco. Cada vez que conheço mais o interior do Brasil, mas vontade eu tenho de conhecer. As histórias, as tradições, as culturas, a forma orgânica e tranquila que vivem, tudo isso inspira a trazermos cada vez mais para o nosso dia a dia esses aspectos, sempre aprendendo e compartilhando a cultura. 

 

 

 

 

A forma simples de viver, e o brasileiro batalhador que sempre confiou no futuro; a casa de taipa, e o brasileiro que mesmo com pouco continua sempre feliz; o quintal cheio de pés de jambo, e o brasileiro que migrou para a cidade grande em busca de uma vida melhor; a fala popular, e o brasileiro que sempre está disposto a ajudar mesmo com todos os problemas.

 

Você se identifica com ele? Eu me vejo nele, sinto sua história pulsando em mim, e tenho muito orgulho de ser parte integrante de uma história tão bonita e intensa. 

 

 

Muito obrigado por ter lido até aqui (:

Se gostou do post, deixe seu comentário aqui embaixo!! Vamos adorar ler e escutar suas histórias também. 

 

 

UTILIDADES - O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE IR:

 

Rodoviária de Recife: 

End.: Av. Pref. Antônio Pereira, 705 - Várzea, Recife - PE, 50740-540

 

Rodoviária de Caruaru: 

End.: R. Mte. Vitalino, 1 - Agamenon Magalhães, Caruaru - PE, 55034-040

 

Casa Museu Mestre Vitalino: 

End.: R. Mte. Vitalino, 447 - Alto do Moura, Caruaru - PE

Aberto todos os dias, das 08h às 12h e das 14h30 às 17h.

Valor para visitação: R$ 2,00 por pessoa. 

 

Memorial do Mestre Galdino: 

End.: R. São Sebastião, 181 - Alto do Moura, Caruaru - PE, 55004-130

Visitação gratuita

 

Memorial do Mestre Eudócio: 

End.: R. Mte. Vitalino, 151 - Alto do Moura, Caruaru - PE

Funcionamento: Aberto todos os dias, das 08h às 12h e das 14h00 às 17h.

Visitação gratuita

 

Feira de Caruaru: 

End.: Avenida Lourival José da Silva, 592, Centro, Caruaru.

Funcionamento: aberto todos os dias. 

Feira da sulanca: nas segundas, das 4h ao meio dia / Artesanato: todos os dias das 7h as 17h / Feira de Caruaru: aos sábados e domingos a partir das 5h / Feira do Paraguay: madrugada de segunda / Troca-troca: todos os dias a partir das 5h.

 

Museu do Cordel: 

End.: Av. Lourival José da Silva, 140-160 - Petrópolis, Caruaru.

 

Casa de Cultura José Condé: 

End.: R. João Euzébio Ferreira, 99 - Vassoural, Caruaru - PE, 55004-120

Funcionamento: de segunda a sexta, das 07h às 17h

 

 

 

 

Please reload

SOBRE

Juliana Santos, que deseja mostrar a todas as pessoas, que viajar é mais do que conhecer lugares, é provar e compartilhar experiências! E que basta mudar a nossa visão sobre as coisas e lugares, olhando positivamente, que sempre teremos experiências engrandecedoras.

RESERVE SEU HOTEL 

SOLICITE SEU ROTEIRO PERSONALIZADO

ALUGUE SEU CARRO

Já pensou em Viajar e unir Experiência e Propósito?

22 Jan 2019

13 Hotéis, Pousadas e Refúgios para curtir o Verão no Litoral Sudeste do Brasil!

20 Nov 2018

Com estilo, sem pesar no bolso: 16 Hostels Estilosos pelo Brasil!

24 Oct 2018

1/1
Please reload