Alma Viajante  

Conhecendo o Mundo e Compartilhando Experiências

Destinos que Conheci: Conheça o Projeto do Cledson e sua Experiência pelo Brasil!

30.07.2019

A entrevista do mês da série Brasileiros pelo Mundo será um pouco diferente. (:

Sobre um projeto, uma viagem mochilando pelo Brasil, e mais especificamente do sul ao nordeste do Brasil.

Aproveite, conheça o Cledson, siga ele no Insta, no face, conheça mais sobre suas experiências e inspire-se!.. (:

 

 

VEJA todas as outras entrevistas da série AQUI!

 

 

Conte um pouco sobre o projeto?
Somos capazes de conquistar e construir  todas as possibilidades que queremos para nós, por essa razão procuro desfrutar de experiências que irei lembrar por um bom tempo e que de alguma maneira irá me transformar em uma pessoa melhor.

 

Pensando nisso ao finalizar minha faculdade, fui para Dublin, na Irlanda, realizar um intercâmbio para desenvolver o inglês, tive oportunidade de morar 8 meses por lá e ao retornar para o Brasil, tinha como propósito morar na praia. Depois de dias cinzentos por Dublin, pois é, dificilmente se vê o sol por lá, e como minha família é de Goias, para todo lado que olha vê gado e serra, rs brincadeira, tem alguns pontos turístico por Goiás, em um outro momento ajudo a Ju falar sobre eles, voltando... sobre ir morar na praia, comecei a procurar alguns resort que fossem pé na areia , como já havia trabalhado em um, já seria um bom começo, foi aí que um resort em Florianópolis entrou em contato comigo, depois de algumas entrevista por Skype, arrumei minha mochila e fui parar em Floripa, foi uma grata surpresa, pois a ilha é surpreendente, para ser sincero quase o Brasil todo.

 

Ao retornar da Europa, percebi que não conhecia quase nada do meu país e que na maioria das vezes exaltamos somente os pontos negativos, foi ai que surgiu o projeto de explorar melhor meu país, e a cada dia de folga eu estava explorando um lugar diferente na ilha e quando conseguia folgas estendidas, dava um pulo em alguma cidade diferente, e tive oportunidade de conhecer muitas, mas foi depois que pedi demissão que o projeto alavancou. 
 


O que te motivou a fazer essa viagem?
A maior motivação foi a desmotivação do trabalho. Percebi que o trabalho já não me trazia mais tanta satisfação e aos poucos fui perdendo a vontade de desempenhar meu melhor. Parte dessa insatisfação era por causa da empresa na qual eu trabalhava, pois sentia que era um peso ter a obrigação de dedicar grande parte da minha vida aquele trabalho, e não ver nenhum retorno da empresa, além do salário, infelizmente ainda existe grandes empresas que sua única preocupação é com o salário, e não percebem que ele é um adicional.

 

Mas não era momento de ficar me lamentando e sim de tomar atitudes, então pedi demissão. E assim iniciei o projeto de conhecer melhor o Brasil, queria vivenciar as mudanças culturais, de hábitos, gastronômicas, de costumes, climas e muitas outras, já que cada região é muito distinta.
 

 


Por onde passou e quanto tempo ficou?
Durante o período de 1 ano tive a oportunidade de ir do sul ao nordeste do Brasil, explorando ao máximo cada destinos, como foram muitos irei pontuar somente 7 lugares que fui como voluntário, onde forneci um pouco de minhas habilidades, e em contra partida tinha acomodação e algumas vezes alimentação. 


Os destinos foram :
⦁ Canela 
⦁ Foz do Iguaçu 
⦁ Recife 
⦁ Salvador 
⦁ Ilhabela 
⦁ Ilha Grande 
⦁ Rio de Janeiro 

 


Quais objetivos/expectativas você tinha com essa viagem?
Viajar é vivenciar diversas experiências, o importante é cair de cabeça e fazer com que a vida fique menos artificial e mais leve, pensando nisso coloquei como objetivo explorar o Brasil, esperava levar o peso da bagagem nas costas, mas com a sensação indescritível de liberdade, de conseguir conhecer os belos lugares que nosso país tem e sua grande diversidade.

 

 
Como foi sua relação com as pessoas que conheceram seu projeto?
Ao longo da estrada conheci muitas pessoas, cada uma com seu propósito de viagem, quando compartilhava meu objetivo de explorar o Brasil, viam isso com muita naturalidade, pois boa parte delas já havia feito e sabiam que eu tinha um belo país a explorar, com alguns problemas, mas de grande riqueza, cultura e de belezas naturais.

Muitas dessas pessoas tornaram-se grandes amigos, e alguns cheguei até a reencontrar.
 


Onde dormia?
Hoje em dia existe tantas opções de hospedagem e saber utilizar, é essencial para reduzir os custos de viagem, e durante esse período que fique viajando, utilizei o Worldpackers que é um aplicativo de voluntariado, no qual trocava horas de trabalho por acomodação, Couchsurfing um aplicativo em que pode encontrar moradores locais que abrem sua casa para receber viajante, casa de amigos e outras vezes ficava em Hostels.

 

 

 


Como foi o processo de elaboração do projeto? Escolha de roteiros?

Como estava morando por Santa Catarina, iniciei explorando a região do sul e depois fui subindo, não cheguei a planejar um roteiro, da maneira que ia descendo, escolhia o próximo destino, bem no ritmo da musica de Zeca Pagodinho deixa a vida me levar, tinha tempo e gana de explorar o Brasil, então cada lugar que fosse estaria satisfeito de ter o privilégio de conhecer.
 

 


Quais gastos você teve, antes e durante o projeto?
A palavra gasto é uma das maiores dores de cabeça de um mochileiro, por mais que não queira, sempre terá custo com algo, como deslocamento, alimentação, passeios turísticos e outros, o negócio é ter sempre na ponta do lápis quanto de grana tem e o quanto pretende gastar, para que não passe sufoco e possa tornar a experiência a mais longa e satisfatória possível.

 


Quais experiências você teve que mais gostou?
Sinceramente não consigo definir uma experiencia única, pois cada lugar e destinos conseguiu me impressionar.

 


Quais os maiores aprendizados que você teve?
Vivemos em uma era onde prevalecem o futuro e o amanhã, esquecemos de viver o aqui e agora. Deixamos de lado o presente, não desfrutamos do instante em que vivemos e nos perdemos em planos futuros que não nos permitem ver e valorizar o que possuímos ou fazemos,  foi um dos principais aprendizados, que essa viagem me proporcionou, além de compreender melhor as diferenças culturais de cada região e aprender sobre si mesmo. 

 

 
O que mudou em você e como se vê hoje?
Acredito que a grande mudança foi desenvolvimento com ser humano, a maneira de ver o mundo não é mais a mesma, ao explorar um pouco mais do meu próprio país, passei a valorizar mais, comecei a reparar o entorno e as demandas das pessoas. Me vejo hoje um pessoa com uma sensibilidade maior para entender o que acontece a minha volta, me fazendo compreender cada vez mais que não existe uma verdade absoluta, que tudo vai depender do ponto de vista.

 

 

E você gostou do projeto incrível do Cledson? :D Eu amei e já quero conhecer mais histórias inspiradoras como essas. 

Deixe sua opinião e comentário sobre o post aqui embaixo. Vou amar saber a tua opinião! (:

 

Resposta BAV: Cledson, agradecemos de coração sua disponibilidade em participar da Série BRASILEIROS PELO MUNDO, que tem o intuito de trazer mais dicas e inspirar cada vez mais os leitores do Blog Alma Viajante. Esperamos em breve poder conhecer esses lindos lugares, cada vez mais viajar assim... Muito obrigada por participar e compartilhar as dicas! :D

 

 

 

Please reload

SOBRE

Juliana Santos, que deseja mostrar a todas as pessoas, que viajar é mais do que conhecer lugares, é provar e compartilhar experiências! E que basta mudar a nossa visão sobre as coisas e lugares, olhando positivamente, que sempre teremos experiências engrandecedoras.

RESERVE SEU HOTEL 

SOLICITE SEU ROTEIRO PERSONALIZADO

ALUGUE SEU CARRO

Já pensou em Viajar e unir Experiência e Propósito?

22 Jan 2019

13 Hotéis, Pousadas e Refúgios para curtir o Verão no Litoral Sudeste do Brasil!

20 Nov 2018

Com estilo, sem pesar no bolso: 16 Hostels Estilosos pelo Brasil!

24 Oct 2018

1/1
Please reload